Ícone Marca

Seja um Cooperado SICOOB e concorra a R$ 300,00!
Notícia

Assédio moral, confira a cartilha que o TST lançou sobre o assunto

  06/05/2019
  15:11
  Atualizado em 06/05/2019 17:28

No Dia Nacional de Combate ao Assédio Moral, lembrado sempre na data de 2 de maio, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) e o Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) lançam cartilha e vídeos de prevenção ao assédio moral. O material educativo faz parte da campanha “Pare e Repare – Por um Ambiente de Trabalho Mais Positivo”.

O objetivo é retratar, em linguagem simples, situações do cotidiano de trabalho que podem resultar em assédio moral.  “A Justiça do Trabalho atua na solução de conflitos, mas é necessário falar sobre a prevenção desse mal que se verificou no ambiente de trabalho e que adoece grandemente as vítimas. É preciso orientar todos sobre a necessidade de trabalhar em ambiente de respeito mútuo e tratamento cordial”, enfatiza o ministro Brito Pereira.


Prevenção

A Justiça do Trabalho é o ramo do Poder Judiciário a que milhares de pessoas recorrem quando têm seus direitos trabalhistas desrespeitados.  Em muitos casos, o que se busca é a reparação de danos decorrentes da exposição a situações humilhantes ocorridas repetidamente no ambiente de trabalho – o assédio moral, que pode levar ao adoecimento físico e psíquico.

“É um mal que contamina não só a vítima, mas toda a sua rede de relacionamento, o que inclui colegas, amigos e a própria família”, reforça o presidente do TST e do CSJT.

Em 2018, mais de 56 mil ações envolvendo assédio moral foram ajuizadas na Justiça do Trabalho.  Mas o número pode ser maior, visto que muitas pessoas têm receio de denunciar práticas abusivas como esta.


Tipos


O material educativo aborda os diferentes tipos de assédio moral e retrata as situações mais comuns na rotina de trabalho. 

Os vídeos ilustram os quatro principais tipos de assédio moral: vertical descendente (praticado por superior hierárquico), vertical ascendente (praticado por subordinado ou grupo de subordinados), horizontal (entre colegas) e institucional (praticado pela própria organização). A ideia é evidenciar que condutas abusivas não podem ser toleradas (Pare) e apresentar atitudes corretas para cada situação (Repare).

A cartilha busca conscientizar o leitor com exemplos práticos de situações que configuram assédio moral, detalhando causas e consequências. Também são apresentadas medidas para prevenir e combater o assédio moral de forma a tornar o ambiente de trabalho mais colaborativo, próspero e saudável.

 

FAÇA O DOWNLOAD DA CARTILHA AQUI!

 

Veja no vídeo produzido pelo TST como identificar o Assédio Moral no seu ambiente de Trabalho:

 

Fonte/Autor: TST.


Sobre nós

A Associação dos Servidores do TRT da 10ª Região (ASDR) foi fundada em 02 de setembro de 1984. Entre seus objetivos estão, promoção da união entre os servidores, busca de condições que levem a melhoria da qualidade de vida, em todos seus convívios profissional, familiar e social.

Contatos

EDIFÍCIO SEDE
SAS Quadra 1, Bloco "D" Sala 107
Praça dos Tribunais Superiores
Brasília/DF - CEP: 70.097-900
Telefone: 61 3348-1213, 3225-2616
Whatsapp: 61 99698-0902
FORO DE BRASÍLIA
SEPN 513, Bloco B, Lotes 2/3
1º Subsolo - Sala 24
Brasília/DF - CEP 70.760-522
Telefone: 61 3348-1610, 3034-2006
Whatsapp: 61 99964-5379
E-MAIL GERAL asdr@asdr.org.br
ASDR - Associação dos Servidores do TRT 10ª Região   61 3348-1213
Inatto
1739